Desde 2010, foram 48 mortes por dengue em Ribeirão Preto; Até 11 de junho, a covid-19 matou 53

Matéria/Colaboração: ACidadeOn

A covid-19, doença causada pelo novo coronavírus, já matou mais em Ribeirão Preto do que a dengue em 10 anos. Entre 2010 e 2019, foram 44 vítimas fatais de dengue. Em 2020, foram mais 4 casos, chegando ao total de 48.

Já a covid-19, teve a primeira morte confirmada em 26 de março de 2020. Desde então, outras 52 pessoas morreram, chegando ao total de 53 casos fatais em 80 dias.

Para deixar mais evidente a diferença de letalidade das duas doenças, nesses de 10 anos e 5 meses, a dengue matou uma pessoa a cada 80 dias. Já a covid-19, está com média de duas mortes a cada 3 dias.

No período analisado na reportagem, o ano com mais casos fatais de dengue foi 2011, com 12 mortes. Os anos de 2010 e 2016 contabilizaram 9 óbitos cada. Já na situação da covid-19, apenas no dia 6 de junho último, a prefeitura confirmou 6 mortes.

Números de 2020

Segundo o último boletim da dengue, divulgado em 1º de junho com os dados contabilizados até 27 de maio, Ribeirão Preto tinha 15.294 casos confirmados e 4 mortes. Outras 9 mortes estão em investigação.

O novo coronavírus, de acordo com o boletim desta quinta-feira (11), já infectou 2.139 pessoas, causando 53 mortes (no boletim da covid-19 não consta o número de mortes em investigação).

Mortes por dengue ano a ano:
2010: 9
2011: 12
2012: 0
2013: 6
2014: 0
2015: 5
2016: 9
2017: 0
2018: 0
2019: 3
2020*: 4
TOTAL: 48

*até 27 de maio