Nova classificação foi dada na sexta-feira, 4, e Prefeitura de Ribeirão pediu revisão; após reunião nessa terça, 8, estado manteve fase mais restritiva

Matéria/Colaboração: Revide

O Governo do Estado de São Paulo, após reunião nesta terça-feira, 8, decidiu manter o rebaixamento da Diretoria Regional de Saúde de Ribeirão Preto (DRS XIII) para a Fase Laranja do Plano São Paulo, mais restritiva no processo de retomada econômica na quarentena do novo coronavírus. Segundo nota da Secretaria Estadual de Desenvolvimento Regional, a região deve respeitar a decisão e ficar por 14 dias na fase mais restritiva, com bares, restaurantes, academias e salões de beleza fechados. 

Na sexta-feira, 4, a DRS XIII, que contempla Ribeirão Preto e outros 25 municípios, voltou para a Fase Laranja do Plano São Paulo, de acordo com os critérios adotados pelo Comitê de Contingência do Coronavírus do estado. A região foi a única do Estado de São Paulo que regrediu. Os principais indicadores que forçaram o retorno a uma fase mais rígida foram o número de óbitos e novos casos, que seguem altos.

Ainda na sexta, no final do dia, o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB), disse que pediu uma revisão ao estado sobre a classificação e que a cidade seguiria na Fase Amarela até esta terça-feira, 8. “Sabemos que algumas pessoas demoram até um mês e meio para evoluir ao óbito. Acontece que no Plano São Paulo, eles pegaram os óbitos que ocorreram na última semana, com um agravante: na semana passada, o sistema do Ministério da Saúde ficou caído por quase quatro dias, e a gente não conseguia notificar nenhuma morte. Quando ele voltou, subimos vários óbitos e isso impactou. Nós olhamos os óbitos por mês de início dos sintomas. Isso representa quando a pessoa ficou doente e não quando ela morreu. Se, por milagre, a Covid acabasse hoje, daqui a dois meses ainda teríamos mortes.”, explicou o secretário da Saúde de Ribeirão, Sandro Scarpelini.

Ainda na coletiva, o prefeito disse que, caso o estado mantivesse a cidade na Fase Laranja, levaria a questão para a Justiça. O Portal revide questionou a prefeitura sobre a decisão desta terça e ainda aguarda retorno. 

A reunião do comitê estadual para revisar a classificação, ocorreria nessa segunda-feira, 7, mas foi adiada para esta terça. Após revisão os dados, o estado manteve a região de Ribeirão na fase mais restritiva do plano, a Laranja, onde o comércio funciona por menos horas, bares, restaurantes, academias e salões de beleza devem fechar novamente o atendimento ao público. Veja as regras abaixo:

Shoppings:

– Ocupação máxima limitada a 20% da capacidade do local.
– Horário reduzido: 4 horas seguidas em todos os dias da semana ou 6 horas seguidas em 4 dias da semana, desde que suspenso o atendimento presencial nos demais 3 dias.
-Proibição de praças de alimentação.
-Adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos.

Comércio
-Ocupação máxima limitada a 20% da capacidade do local.
-Horário reduzido: 4 horas seguidas em todos os dias da semana ou 6 horas seguidas em 4 dias da semana, desde que suspenso o atendimento presencial nos demais 3 dias.
-Proibição de praças de alimentação.
-Adoção dos protocolos padrões e setoriais específicos.

Consumo local em bares, restaurantes e similares
– Atividade não permitida

Salões de beleza e barbearias
– Atividade não permitida

Academias
– Atividade não permitida

Eventos, convenções e atividades culturais
– Atividade não permitida

Arte Revide