Matéria do G1 Ribeirão

Vista aérea de Ipuã, SP — Foto: Arquivo/ Cedoc EPTV

Venda de bebidas alcoólicas está proibida em qualquer modalidade no município até 5 de abril. Penalidades variam de advertência e multa de até R$ 4,3 mil a cassação de alvarás.

A Prefeitura de Ipuã (SP) proibiu até 5 de abril a comercialização de bebidas alcoólicas, em qualquer modalidade, como medida de enfrentamento contra a pandemia da Covid-19 na cidade.

O objetivo, segundo a administração municipal, é reduzir a circulação de pessoas e a realização de festas clandestinas na cidade com cerca de 16 mil habitantes a 100 quilômetros de Ribeirão Preto (SP).

O decreto foi publicado no Diário Oficial de quinta-feira (25) com validade imediata e prevê penalidades tanto para pessoas físicas quanto empresas, que vão de advertência e multa de R$ 1,4 mil a R$ 4,3 mil a suspensão e cassação do alvará de funcionamento dos estabelecimentos.

No período de validade das restrições, as lojas de conveniência e depósitos de Ipuã estão proibidos inclusive de fazer a venda de bebidas alcoólicas por delivery e drive-thru.

Os estabelecimentos ainda podem funcionar das 6h às 20h, mas somente para a entrega de outros produtos, com a orientação de que isolem os setores onde ficam as mercadorias proibidas ou afixem cartazes com alertas sobre a proibição.

Segundo o decreto, as novas restrições visam evitar a realização de festas diante do aumento nas taxas de transmissão e nas internações de pacientes com o novo coronavírus não só em Ipuã, mas em toda a Diretoria Regional de Saúde de Franca (SP).

De acordo com dados da Fundação Seade, a regional registrava, até a tarde de quinta-feira (25), 94% de ocupação em leitos de unidade de terapia intensiva. .

As determinações também são amparadas por uma lei sancionada pelo município, também publicada na quinta-feira, que permite à Prefeitura decretar a proibição de venda de bebidas alcoólicas.