Matéria/Colaboração: ACidadeOn

A Prefeitura de Ribeirão Preto, através do Departamento de Fiscalização Geral, lacrou nesta terça-feira (14) a loja da Havan localizada na esquina das avenidas Francisco Junqueira e Costábile Romano, na zona Leste.

Segundo informou a Fiscalização Geral, a loja não estava cumprindo a determinação de ter o mínimo de 70% das gôndolas destinadas aos produtos essenciais. 

Há um decreto do prefeito Duarte Nogueira (PSDB) que determina que as lojas e supermercados precisam oferecer esse mínimo de 70% de produtos essenciais – alimentação, higiene e limpeza – para continuar funcionando na atual fase da quarentena.  

O local só poderá reabrir se realizar as mudanças necessárias ou então vai precisar aguardar o fim do prazo de vigência do decreto citado .

A prefeitura se manifestou por meio de nota, que você lê na íntegra logo abaixo: 

“O Departamento de Fiscalização Geral informa que a loja havia sido intimada a se adequar, no prazo imediato, ao decreto municipal 146/2020, alterado pelo decreto 147/2020 que determina que para atendimento presencial, é necessário que o estabelecimento apresente 70% de produtos essenciais em suas atividades. Por não atender a esta determinação, o estabelecimento só poderia funcionar pelos sistema delivery e drive-thru, fato que não ocorreu e que gerou a lacração na data de hoje. Para funcionamento, a loja deverá realizar todas as adequações necessárias e, posteriormente, entrar em contato o Departamento, que por sua vez irá analisar e se manifestar quanto à possibilidade de retomada das atividades”.