Fonte: Agência Brasil

Segundo especialistas, com ocupação acima de 90% não há mais margem para rotatividade dos pacientes nos leitos; 3 estados superaram 100% e não têm mais vagas

O estado de São Paulo superou nesta quinta-feira (18) a marca de 90% de ocupação de leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), se juntando a outras 16 unidades da federação que estão em colapso em razão da alta de demanda por vagas de alta complexidade em razão da pandemia de Covid-19.

Especialistas ouvidos pela CNN explicam que níveis de ocupação acima de 90% já configuram colapso porque não há mais margem para rotatividade dos pacientes nos leitos.

A marca foi atingida depois de o país registrar mais 2.648 mortes pelo novo coronavírus, chegando a 284.775 – segundo maior total em todo o mundo, atrás apenas dos dos Estados Unidos.

média móvel de mortes também ultrapassou a casa dos 2.000 pela primeira vez. O índice vem batendo recordes há 22 dias consecutivos e ficou em 2.017 vítimas nos últimos sete dias.