Matéria da CNN Brasil

 

O governador de São Paulo, João Doria, anunciou na tarde desta quarta-feira (4) que todo estado entrará na fase vermelha do plano de contigência da pandemia a partir do sábado (6). A medida foi antecipada no início da manhã pela equipe da CNN 

De acordo com o governo do Estado, o decreto terá vigência de 14 dias, com reclassificação prevista para o dia 19 de março. Com a medida, o comércio deixará de funcionar e estarão permitidas apenas atividades essenciais. 

Na últimas 24h, as autoridades de saúde registraram 901 pedidos de internações em leitos de UTI no Estado de São Paulo, o equivalente a um pedido a cada 2 minutos. O sistema de saúde público de São Paulo opera atualmente com 75,3% dos leitos de UTI ocupados.

“Por esses motivos, esses tristes motivos, estamos atendendo ao pedido do Centro de Contigência e reclassificando todo o estado de São Paulo para a fase vermelha do Plano SP a partir das 0h de sábado”, disse o governador João Doria.

O governo anunciou a abertura de 500 novos leitos de internação, sendo 339 destinados à UTI Covid e 161 à enfermaria, com intuito de evitar o colapso na rede pública. Segundo o governador João Doria, a abertura das novas vagas será feita de forma gradual a partir do dia 8 de março.

“Tivemos que fazer uma escolha, com essa velocidade de transmissão da doença, não existe outra alternativa que não seja o isolamento e a restrição do contato para evitar que as pessoas contaminadas contaminem as demais pessoas”, disse João Gabbardo, coordenador executivo do Centro de Contingência da Covid-19.

O que muda?

O toque de restrição da circulação passa a valer das 20h às 5h, antes do anúncio a proibição do trânsito não essencial começava às 23h. Serviços de saúde, alimentação, segurança, comunicação social, construção civil e indústria, logísitica e abastecimentos estão mantidos. O comércio, no entanto, deverá paralisar o funcionamento.

O que fecha?

decreto proíbe a abertura de bares e restaurantes para consumo no local. Somente serão permitidos serviços de retirada de alimentos por delivery ou drive-thru.

Também ficam proibidos de abrir salões de beleza e academias, assim como academias e centros de ginástica. Também não podem ser realizados eventos, convenções, atividades culturais e outras atividades que gerem aglomeração.

Críticas a Bolsonaro

Durante a coletiva de imprensa de anúncio da reclassificação do Plano São Paulo, o govanador João Doria fez críticas ao governo federal na condução da pandemia da Covid-19. Em diversos momentos Doria acusou o presidente Jair Bolsonaro de negacionista em relação à pandemia da Covid-19.

“Vamos enfrentar as duas piores semanas da pandemia desde o início do primeiro caso de Covid-19 no Brasil. Essa é a triste realidade de um país que é comandado por um negacionista, um país que não tem Ministério da Saúde e não tem coordenação de um programa de saúde pública na pior crise sanitária dos último 100 anos”, afirmou Doria.